REVALIDAÇÃO MEDICA

Loading...

NOTÍCIAS

Loading...

NOTÍCIAS

Loading...

quarta-feira, 30 de julho de 2014

REVALIDA: ESPELHOS DA PROVA PRÁTICA DE 2013













FONTE: REVALIDAÇÃO MÉDICA

terça-feira, 29 de julho de 2014

Estudante de medicina que foi presa na Turquia com drogas, alega falta de apoio e pede ajuda em carta



Carta de Cristhielen Pomin:

Venho por meio desta afirmar algumas denúncias que estão acontecendo e que aconteceram com algumas mulheres na Turquia-Istambul. Estou presa por tráfico internacional de drogas. Fui presa no aeroporto da Turquia. Vim para a Turquia a base de chantagem e ameaças. Quando fui presa no aeroporto não me deram a chance de me defender e nem explicar o que estava acontecendo. Eu pedia um tradutor no aeroporto, pois não entendo turco, pois eles não me ouviam. Só me fizeram assinar muitos e muitos documentos, pois assinei, pois fiquei amedrontada com tantos policiais e eles gritavam e falavam muito alto. E tive medo, pois estou em um país que não conheço e não saberia o que seria de mim daquele momento em diante. E assim assinei muitos papeis, que até hoje não sei o conteúdo, ou seja, o que exatamente estava escrito. Quanto a isso está explícito que meus direitos estão sendo expressamente violados. Digo que desde o momento em que fui presa passei e estou passando por muitas humilhações neste lugar, como nunca passei em minha vida. Não me exumo da minha culpa, apenas gostaria que meus direitos fossem respeitados. Fui levada a uma carceragem provisória, imunda, só água gelada e nem papel higiênico obtive.

Depois fui levada para dar o meu primeiro depoimento. Não me escutaram muito, apenas me informaram que daria o meu 1° depoimento e logo após a esse momento seguiria para o presídio feminino de Bakirkoy, onde aguardaria pela visita do Consulado Brasileiro e a data de meu julgamento. Tive o meu 1° julgamento formalmente firmado perante a Corte Turca, porém não pude ser ouvida, pois o tradutor compareceu, porém o advogado que é pago pela Embaixada Nacional Brasileira não compareceu a corte. Na realidade, o advogado é turco e ele não comparece perante o tribunal para defender a nós brasileiras. Ele envia uma estagiária ou sua esposa. O que novamente estão sendo infringido os meus direitos e das demais brasileiras, que se encontram em cárcere privado de liberdade, porque a embaixada brasileira é paga pelo Governo Federal Brasileiro e essa verba é repassada para o auxilio jurídico para nos defender e assim não o fazem. Como isso é uma infração e uma quebra na lei que nos protege judicialmente, os representantes do Consulado Brasileiro aqui na Turquia, na realidade não nos visitam mensalmente, não nos auxiliam financeiramente. A última remessa de dinheiro foi em dezembro de 2013, que foi a quantia de 166 libras. As roupas são extremamente surradas de velhas.

Mas a principal denúncia neste momento é a falta de competência do Consulado Brasileiro que não nos dão o auxilio devido nem financeiro, nem jurídico, nem sobre os nossos direitos. Não procuram saber ser estamos sendo bem tratados de acordo com o a asseguridade de que os direitos humanos nos protege, em qualquer momento e situação. Quero explicações sobre qual lei, e qual penalidade jurídica será aplicada para minha pessoa, pois não tenho informações precisas e nem necessárias do que fazer, como responder e como me portar perante a lei turca.

Advogado serve para auxiliar o cliente, auxiliando sobre todos os passos judicialmente que serão aplicados e prepara o cliente, que nesse caso sou eu. As informações devem ser prestadas a mim e minha família, pois não fazem. Por favor, peço ajuda e auxílio dos direitos humanos, pois meus direitos estão sendo violados. Cometi um crime sim, não me excluo dessa culpa, porém sou regida por uma lei internacional e universal chamada ‘direitos humanos’. Sou cidadã brasileira, tenho o meu direito de voto assistido e firmado perante a lei eleitoral brasileira. Exijo que meus direitos sejam colocados em prática por aqueles que assim estão sendo pagos para prestar este auxilio. E nos dê muito mais atenção sobre o que está acontecendo na prisão feminina de Barkikoy.

Em fevereiro tivemos um grande incêndio na prisão por volta das 19h45 da noite e só conseguimos sair porque havia crianças, porque se não, não sei nem o que poderia ter acontecido. E quando o Consulado veio nos visitar, perguntamos se eles haviam tomado conhecimento sobre o incêndio. Eles informaram que não.
Sobre o auxilio de médicos, é terrível. Temos que ficar escrevendo diletas para informar que necessitamos de doutor, mas nem sempre que necessitamos de doutor somos atendidos prontamente. Coisas que deveriam ser periódicas as verificações do consulado brasileiro, porém assim não fazem.
Desde já agradeço pela atenção e por meio desta peço apelo aos direitos humanos.

Att, Cristhielen Kriiger Pomin

FONTE: FOLHA PIMENTENSE

segunda-feira, 28 de julho de 2014

REVALICAÇÃO MÉDICA: Médicos de 27 nacionalidades fazem teste de revalidação de diploma na UFMG



Em 2013, menos de 8% dos candidatos foram aprovados.


Angola, Rússia, Egito, Iêmen, Croácia, Espanha, Portugal, Congo, entre outros. Em busca de um emprego no Brasil, médicos de 27 nacionalidades participaram do teste de revalidação de diploma aplicado pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). A prova de revalidação é porta para os que desejam exercer a atividade no país. Mas o percentual de aprovados pela instituição mineira é baixo, inferior a 8% no ano passado.
Ao todo, 867 médicos fizeram o exame neste ano, sendo 55% deles brasileiros formados em instituições estrangeiras e um quarto bolivianos. A maior parte dos diplomas é originária de universidades latinoamericanas. Bolívia, Cuba e Paraguai juntos somam 75% da origem. A gaúcha Riana Vargas formou-se em Cuba há seis anos. Atualmente, trabalha no programa Mais Médicos no interior do Rio Grande do Sul. Como o tempo máximo de permanência no programa é de três anos, ela tem mais dois anos para conseguir revalidar o diploma. “A prova estava acessível, mais prática do que teórica”, afirma.
Os bolivianos são quase unânimes em afirmar que a prova de saúde pública foi a mais difícil entre as cinco temáticas aplicadas. Segundo eles, as diferenças entre o funcionamento do setor no Brasil e na Bolívia é essencial para pontuar na prova. “Tem muita diferença em relação à nossa realidade”, afirma o boliviano Jose Luis Valverde, que tenta revalidar o diploma em busca de melhores oportunidades econômicas. Ele também vai tentar no Chile. Apesar da dificuldade, a aprovação no programa depende necessariamente do acerto de pelo menos 60% em cada prova (clínica médica, cirurgia, saúde pública, pediatria e ginecologia obstetrícia), diferente do que é cobrado no Revalida, aplicado pelo governo federal, que exige 60% de média global.
Nas três últimas edições do programa, o percentual de aprovados caiu. Em 2011, um quinto dos candidatos conseguia revalidar o diploma. Em 2012, caiu para 17,4%. E no ano passado o índice caiu bastante para 7,7%. O exame de 2013 foi o primeiro desde o lançamento do programa Mais Médicos, o que fez mais que triplicar o número de candidatos do teste de revalidação da UFMG.

Perfil 

Sobre a dificuldade da prova, o presidente da Comissão Permanente de Diploma Médico Obtido no Estrangeiro (CPRDM) da UFMG, André Luiz dos Santos Cabral, afirma que 80 alunos do 12º período da instituição de ensino também farão o teste para que seja possível medir o que é cobrado. “A nossa prova é balizada com o perfil do estudante da medicina da UFMG”, afirma.

Casado com uma brasileira, o alemão Michael Thomae, formado em medicina há três anos e especialista em trauma ortopédico, tenta revalidar seu diploma para morar com a mulher e a filha no Rio de Janeiro. Mas considerou difícil o teste. “Não acho que um estudante consegue ser aprovado”, diz ele.

FONTE: EM.COM.BR

quinta-feira, 24 de julho de 2014

REVALIDA 2014: QUESTÕES QUE CABEM RECURSOS


Bom dia Pessoal!

Recebemos várias mensagens aqui na página sobre as questões que cabem RECURSOS NA PROVA DO REVALIDA 2014!!

AS QUESTÕES SÃO DA PROVA CINZA, NÃO TEMOS A VERMELHA! PORÉM SÃO IGUAIS E SÓ MUDAM AS ORDENS DAS QUESTÕES!

SEGUE O NÚMERO DAS QUESTÕES DA PROVA CINZA!

QUESTÕES: 03, 14, 43, 57, 70, 73, 90, 95, 99, 101.

AGRADEÇO A TODOS QUE NOS AJUDARAM!

quarta-feira, 23 de julho de 2014

REVALIDA (Medicina) - 2014 RECURSOS

Recurso do gabarito preliminar das provas objetiva e padrão de resposta da prova discursiva

Atenção candidatos!

Para solicitar recurso do gabarito preliminar das provas objetiva e padrão de resposta da prova discursiva, efetue o login no sistema acessando Acompanhe sua Inscrição e na coluna de ações da sua inscrição clique no botão "Solicitar recurso da prova objetiva" e/ou no botão "Solicitar recurso da prova discursiva", respectivamente.

Os recursos poderão ser feitos das 9 horas do dia 23/07 até as 18 horas do dia 24/07/2014.

FONTE INEP

terça-feira, 22 de julho de 2014

REVALIDA (Medicina) - 2014 Divulgação do gabarito preliminar da prova objetiva e do padrão de resposta da prova discursiva do dia 20/07/2014




Gabarito preliminar da Prova Cinza - Objetiva de 20/07/2014

Gabarito preliminar da Prova Vermelha - Objetiva de 20/07/2014
Padrão de resposta da Prova Discursiva - 20/07/2014


FONTE: INEP

UFMT: INFORMAÇÃO SOBRE O PROCESSO DE REVALIDAÇÃO DE DIPLOMA DE MÉDICO GRADUADO NO EXTERIOR 2014






ATENÇÃO! QUALQUER DÚVIDA NA REALIZAÇÃO DAS INSCRIÇÕES, FAVOR ENTRAR EM CONTATO VIA E-MAIL revalidacao@ufmt.br ou revalidaufmt@gmail.com, POIS ESTAMOS COM PROBLEMAS NA LINHA TELEFÔNICA (65)3615-8850. 

FONTE: UFMT

REVALIDA: Abstenção no exame é a menor nos últimos quatro anos

O índice de abstenção da primeira fase do Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras (Revalida) foi de 8,02%. Dos 2.157 inscritos, 1.983 realizaram a prova no domingo, 20. O balanço foi divulgado nesta segunda-feira pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), responsável pela realização do exame.
Nesta edição, a abstenção foi a menor desde a criação do exame, como indica a tabela:
2011
Inscritos
Presentes
Abstenção
677
536
20,83
2012
Inscritos
Presentes
Abstenção
884
782
11,54
2013
Inscritos
Presentes
Abstenção
1.772
1.595
9,99
2014
Inscritos
Presentes
Abstenção
2.157
1.983
8,02

Esta primeira fase do exame, que contou com 110 questões de múltipla escolha e uma prova discursiva, foi aplicada em dez capitais: Rio Branco (AC), Manaus (AM), Fortaleza (CE), Salvador (BA), Rio de Janeiro (RJ), São Paulo (SP), Curitiba (PR), Porto Alegre (RS), Brasília (DF) e Campo Grande (MS). O resultado deve ser divulgado em 25 de agosto próximo. Apenas os aprovados passarão para a fase seguinte.
Na segunda etapa, em 27 e 28 de setembro próximo, serão avaliadas as habilidades clínicas — os participantes vão simular situações reais de atendimento médico.
O Revalida foi criado em 2011 para simplificar o processo de reconhecimento de diplomas de medicina emitidos por instituições de ensino estrangeiras. Para exercer a profissão no Brasil, o médico formado no exterior precisa revalidar o diploma.
FONTE: INEP

segunda-feira, 21 de julho de 2014

Presidente da República afirma que críticas mostram que Aécio é contra o Mais Médicos, diz Dilma

Presidente conversou nesta sexta (18) com internautas no Facebook.
Na quarta (15), Aécio disse que criaria novas regras para o Mais Médicos.




A presidente Dilma Rousseff afirmou em bate-papo com internautas no Facebook, nesta sexta-feira (18), que as críticas feitas pelo candidato do PSDB à Presidência da República, Aécio Neves, ao programa Mais Médicos mostram que o tucano é contra o programa. O chamado “Face to face” foi feito na página da presidente na rede social administrada pelo PT.

Aécio havia dito na quarta-feira (15), ao ser indagado por jornalistas sobre as polêmicas geradas no país com a contratação de profissionais cubanos para o programa Mais Médicos, que, na hipótese de ser eleito, irá manter a iniciativa federal, inclusive com os médicos da ilha caribenha. No entanto, afirmou que criará novas regras para o programa, entre as quais isonomia de salários entre os profissionais estrangeiros. Disse também que vai passar a exigir que os médicos de Cuba se submetam ao exame de revalidação do diploma, uma das principais exigências das entidades médicas brasileiras.


Atualmente, os médicos cubanos do programa ganham valor inferior aos dos demais profissionais. O pagamento deles é feito pelo governo cubano, como parte de um acordo do qual fazem parte também o governo brasileiro e a Opas (Organização Panamericana de Saúde).

“Para nós, as críticas ao programa feitas pelo senador [Aécio] não significam uma sugestão para a melhoria do programa. Na verdade, essas críticas demonstram simplesmente que o senador é contra o Mais Médicos, aliás como foi a posição do seu partido, ao longo de todo o processo de aprovação”, ressaltou a presidente, após um internauta perguntá-la sobre se não iria responder às críticas do presidenciável do PSDB.

Questionada sobre o motivo de o valor repassado aos profissionais cubanos ser inferior ao dos demais bolsistas do programa, a presidente alegou que a diferença se deve ao fato de eles serem funcionários do governo de Cuba. Segundo ela, além da bolsa bancada pelo governo brasileiro, os profissionais da ilha caribenha ainda recebem salário e outros benefícios por parte de Cuba.
Os valores recebidos pela atuação no Mais Médicos, ressaltou Dilma, servem como “ajuda de custo adicional”. “Além disso, todos os gastos com moradia, alimentação e transporte para o posto de saúde onde trabalham são de responsabilidade das prefeituras que aderiram ao Mais Médicos”, observou a chefe do Executivo.

Atualmente, os cubanos recebem mensalmente US$ 1.245 (equivalentes a R$ 2.777) para atuar no Mais Médicos. Os demais participantes do programa, entretanto, recebem R$ 10.482.

Face to face
Esta foi a primeira vez o que bate-papo com Dilma no Facebook ocorreu no perfil da presidente. Nas edições anteriores, nas quais a presidente falou, por exemplo, sobre Copa do Mundo e o Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), o “Face to face” era realizado no perfil do Palácio do Planalto.
Segundo a presidente, o Mais Médicos atende 3,7 mil municípios e 34 distritos indígenas, garantindo, assim, a cobertura médica a 50 milhões de pessoas. Ao defender o programa aos internautas, Dilma afirmou que o Mais Médicos “sempre” dará prioridade aos profissionais formados no Brasil.
De acordo com a presidente, 87% dos profissionais que atuam no programa obtiveram o diploma no exterior. “Quando nós fizemos a primeira chamada que priorizava os médicos com registro no Brasil, apenas 1.846 médicos se apresentaram”, afirmou.
Em resposta a perguntas de internautas, Dilma ressaltou que o Mais Médicos “deu certo” e que resolveu “de forma rápida” um dos grandes problemas de atendimento médico no Brasil.  A presidente ainda citou o estado de São Paulo que, segundo ela, foi a unidade da federação que mais apresentou demanda por profissionais.
Dilma rebateu a alegação de prefeitos que afirmaram não conhecer exatamente as regras do programa. Segundo a presidente, os números do Mais Médicos, como os de municípios atendidos e os de profissionais participantes, mostram que o programa foi apresentado “inúmeras vezes” às prefeituras.
“Infelizmente, no Brasil não temos médicos em número suficiente. Formar médicos leva tempo. Seis anos de graduação, três a quatro anos de residência. Por isso, tivemos de trazer médicos do exterior”, defendeu.
Médicos cubanos
Ao ser questionada por um dos internautas sobre o porquê de o governo federal decidir contratar médicos cubanos, Dilma defendeu a qualidade dos profissionais de Cuba e ressaltou que a média de médicos por habitante no país caribenho é a maior para cada mil habitantes.

“Portanto, em Cuba, há uma oferta de médicos com boa formação que atendem de forma qualificada e humana, e que têm experiência de cooperação internacional com vários países”, publicou Dilma no “Face to face”.
Em diversos momentos no bate-papo, Dilma defendeu as políticas de saúde pública adotada pelo governo federal e citou alguns programas como o “Saúde Não Tem Preço”, que oferece remédios gratuitos para hipertensão, diabetes e asma.

Questionada sobre se o Mais Médicos tem prazo indeterminado, Dilma informou que o profissional pode ficar três anos no Brasil e renovar a permanência por mais três. “Daí porque nós estamos fazendo o programa de ampliação das vagas de graduação em faculdades de medicina - públicas e privadas. A meta é criar 11.500 vagas de graduação até 2017”, afirmou.
Saída dos médicos

Ao ser indagada sobre os motivos para a evasão de “tantos médicos” do programa federal, como o caso da cubana Ramona Rodrigues, que abandonou o Mais Médicos, Dilma apresentou dados aos internautas para afirmar que há “desinformação” sobre o tema.

“Não há evasão significativa de médicos do programa. Apenas 1,2% dos médicos desistiram por razões diversas. Dos 174 que saíram, 144 eram brasileiros. Ou seja, a grande maioria, 82%. Portanto, há uma grande desinformação sobre essa questão”, publicou Dilma.

FONTE: G1

OPINIÃO DO BLOG

O "REVALIDA" AINDA NÃO É DISCUTIDO POR AMBOS PARTIDOS POLÍTICOS. 

NEM A PRESIDENTE DILMA E NEM AÉCIO NEVES SE MANIFESTARAM A RESPEITO DO NÚMERO BAIXO DE APROVADOS NAS PROVAS DO REVALIDA. 

NÃO DEMOSTRARAM INTERESSE NO REVALIDA E NEM NA ELABORAÇÃO DA PROVA, MUITO MENOS NOS INTERESSES DAS PESSOAS QUE ELABORAM A PROVA. 

NOVAMENTE VENHO ATRAVÉS DE NOSSO BLOG DE REVALIDAÇÃO MÉDICA, MANIFESTAR MEU REPÚDIO AOS CANDIDATOS QUE NÃO SE PREOCUPAM COM OS MILHARES DE BRASILEIROS COM DIPLOMAS MÉDICOS ESTRANGEIROS E QUE DEMOSTRAM INTERESSE EM SER APROVADO NO EXAME (REVALIDA).

NENHUM DOS CANDIDATOS SE PREOCUPARAM EM DIZER QUE, JÁ QUE O PAÍS NECESSITA DE MÉDICOS CAPACITADOS, NÃO SERIA ESSE O MOMENTO DE MUDAR O REVALIDA!

  • REALIZANDO 2 PROVAS POR ANO.
  • DIRECIONAR UM SETOR MENOS BUROCRÁTICO E AO MESMO TEMPO COM PESSOAS CAPACITADAS PARA FISCALIZAR A DOCUMENTAÇÃO.
  • FISCALIZAR OS INTERESSES DAS PESSOAS QUE ELABORAM AS QUESTÕES.
  • DIRECIONAR AS QUESTÕES DA PROVA PARA MÉDICOS CLÍNICO GERAL E NÃO PARA ESPECIALISTAS.
  • DETERMINAR DATAS ESPECÍFICAS PARA A PROVA, PARA QUE OS INSCRITOS SE PREPAREM ANTECIPADAMENTE.
VEJO QUE O REVALIDA CONTINUARÁ SENDO APENAS E EXCLUSIVO MANOBRA PARA QUE DELIMITE O MERCADO DE TRABALHO MÉDICO NO BRASIL! INFELIZMENTE!

sábado, 19 de julho de 2014

REVALIDA: Médicos formados no exterior fazem a prova de revalidação do diploma no domingo


Esta edição do exame contará com participadão de  2.151 médicos.

A primeira fase do Revalida (Exame Nacional de Revalidação de Diplomas Médicos Expedidos por Instituições de Educação Superior Estrangeiras) será realizada neste domingo (20).

Informações divulgadas no site no MEC (Ministério da Educação) destacam que a prova terá 110 questões de múltipla escolha.

A avaliação objetiva será aplicada no período da manhã, das 8h às 13h. À tarde, das 15h às 18h, também no horário de Brasília, os participantes farão a prova discursiva, com cinco itens.

O exame de domingo será aplicado a 2.151 médicos em Rio Branco, Manaus, Fortaleza, Salvador, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, Brasília e Campo Grande.

Próxima etapa

Os aprovados na etapa ainda serão avaliados novamente para comprovar suas habilidades clínicas, em situações reais de atendimento médico. A segunda prova acontece nos dias 27 e 28 de setembro, em Brasília. A taxa de inscrição será de R$ 300. Os horários ainda serão definidos.

FONTE: R7

REVALIDA: BOA SORTE NA PROVA AMANHÃ (20/07/2014)

BOA SORTE PARA TODOS OS INSCRITOS NO REVALIDA!

  1. Hoje é dia de descansar e tentar relaxar um pouco antes da prova!
  2. Tentem dormir bem e comidas leves!
  3. Recomendo levar água e barra de cereais!
  4. Verifiquem os documentos necessários!
  5. Geralmente o tempo é curto, então recomendo que as questões onde não se tem dúvidas marquem direto no gabarito!
  6. Não demore muito tempo em uma questão complicada, caso tenha muita dúvida, passe para a próxima questão!
  7. Se possível tente acompanhar o tempo restante de prova e comparar com o número de questão que ainda falta para terminar!


Boa Sorte para todos e que Deus abençoe cada um!!! 





quarta-feira, 16 de julho de 2014

Celpe-Bras: Inscrições podem ser feitas a partir desta quarta-feira



A partir desta quarta-feira, 16, estão abertas as inscrições para o Certificado de Proficiência em Língua Portuguesa para Estrangeiros (Celpe-Bras). Os interessados podem se inscrever até as 23h59 (horário oficial de Brasília) do dia 14 de agosto. As provas serão realizadas entre os dias 21 e 23 de outubro deste ano em 22 postos aplicadores credenciados no Brasil e 58 no exterior.
Podem participar do exame os estrangeiros e os brasileiros cuja língua materna não seja o português, residentes no Brasil e no exterior, com no mínimo 16 anos completos na data de realização do exame e escolaridade mínima equivalente ao ensino fundamental brasileiro completo.
No Celpe-Bras, são avaliadas as partes escrita e oral. A prova escrita é composta por quatro tarefas que exigem do examinando produção escrita em língua portuguesa, e que deverão ser realizadas em até três horas. Duas tarefas da parte escrita integram compreensão oral e produção escrita (uma tarefa baseada em um vídeo e uma tarefa baseada em um áudio). A parte oral compreende a atividade de interação face a face com duração de 20 minutos.
Reconhecimento – O Celpe-Bras é o único documento brasileiro de proficiência em português como língua estrangeira reconhecido e aceito oficialmente em empresas e instituições de ensino como comprovação. De acordo com a pontuação obtida, o participante será classificado nos níveis de proficiência intermediário, intermediário superior, avançado e avançado superior.
Os resultados do exame serão divulgados no Diário Oficial da União (DOU), e no portal do Inep na data provável de 15 de dezembro de 2014.
Acesse o sistema de inscrição.
Confira o edital
Assessoria de Comunicação Social do Inep

terça-feira, 15 de julho de 2014

IMPORTANTE: Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprova regra que simplifica reconhecimento de diploma de instituição estrangeira



A Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE) aprovou em turno suplementar, nesta terça-feira (15), substitutivo a projeto de lei que simplifica a revalidação de diplomas de cursos presenciais de graduação, mestrado e doutorado expedidos por instituições de educação superior estrangeiras de excelência reconhecida pelo poder público brasileiro (PLS 399/2011).
A matéria, que tramitava em caráter terminativo, seguirá diretamente à Câmara, a não ser que haja recurso para votação pelo Plenário do Senado.
Para o autor do texto inicial, Roberto Requião (PMDB-PR), o tema demanda regulamentação pelo elevado número de estudantes que buscam revalidar seus diplomas e se deparam com procedimentos distintos adotados pelas diferentes instituições de ensino. Segundo afirmou, são frequentes os relatos de processos excessivamente caros, pouco transparentes, demorados e arbitrários, que acabam resultando em prejuízo aos estudantes.
Pelo substitutivo elaborado pelo relator, o senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB-SP), os processos de revalidação ou reconhecimento de diplomas de graduação deverão ser feitos por universidades públicas que tenham curso do mesmo nível e área ou equivalente. Este procedimento deve observar ainda os acordos internacionais de reciprocidade ou equiparação e parâmetros de qualidade e prazos definidos em colaboração com o órgão responsável pela avaliação dos cursos de graduação do país.
Já os diplomas de mestrado e doutorado expedidos por instituições ou cursos estrangeiros só serão reconhecidos mediante processo de avaliação realizado por universidades que possuam cursos de pós-graduação reconhecidos e avaliados, na mesma área de conhecimento e em nível equivalente ou superior. Nas entidades estrangeiras cuja excelência seja atestada e declarada pelo órgão responsável pela coordenação da política nacional de educação, entretanto, terão tramitação simplificada, dispensando a avaliação individual de cada diploma por uma comissão.
Para auxiliar essa análise, o poder público divulgará, anualmente, relação de cursos, instituições e programas de ensino estrangeiros de excelência, acompanhada de instrução de procedimentos e orientações para a tramitação célere dos processos de revalidação, determina o texto.
O substitutivo eliminou a possibilidade de “reconhecimento automático” contida na proposta original.
— No limite, ele poderia significar a total ausência de controle sobre a validade nacional de títulos e diplomas estrangeiros — justificou o relator.
Aloysio também rejeitou subemenda aprovada anteriormente na Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional (CRE), que estipulava prazo para a análise das revalidações. Na avaliação do relator, isso representaria interferência na autonomia administrativa das universidades, que é assegurada por princípio constitucional.
— Parece-nos mais recomendável, para esse propósito, que os prazos sejam definidos conjuntamente pelas próprias universidades e os órgãos responsáveis pela avaliação dos cursos — defendeu.

FONTE: Agência Senado

Simulado online, Treinamento para o Revalida 2014, Prova com o gabarito



BAIXE A PROVA COM O GABARITO NO LINK>>>CLIQUE AQUI<<<

sábado, 12 de julho de 2014

TREINAMENTO PARA O REVALIDA 2014



INFORMAÇÃO: 

TREINAMENTO PARA O REVALIDA 2014

TERÇA-FEIRA 15/07/2014 ESTAREMOS REALIZANDO UM SIMULADO ONLINE COM 50 QUESTÕES PARA O REVALIDA 2014.

INÍCIO 11:00 horas! Contamos com a participação de todos!

LINK PARA PARTICIPAR!

Boa sorte e bom estudo!